Identifique-se / Registe-se
JÁ ESTOU REGISTADO

Introduza o seu username e password para se identificar na nossa página.
Username
Password
Recuperar password
Login
QUERO CRIAR UMA CONTA

Se ainda não tem uma conta criada, utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.
Nova conta
Dados de acesso inválidos
Não existe nenhuma conta registada que coincida com o USERNAME e a PASSWORD que introduziu.

Se não recorda a sua PASSWORD, utilize o link Recuperar password.

Se deseja registar-se, utilize o botão Nova conta.
Voltar
QUERO CRIAR UMA CONTA

Se ainda não tem uma conta criada, utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.
Nova conta
Recuperar password
ESQUECEU A SUA PASSWORD?

Se esqueceu a sua PASSWORD, indique o seu USERNAME ou o seu EMAIL e enviar-lhe-emos um email com os dados de acesso.
Usename / email
Login
Recuperar
QUERO CRIAR UMA CONTA

Se ainda não tem uma conta criada, utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.
Nova conta
Alterar password
Altere a sua password
Nova password
Confirme password
Fechar
Alterar
QUERO CRIAR UMA CONTA

Se ainda não tem uma conta criada, utilize esta opção para aceder ao formulário de registo.
Nova conta
voltar História(s)
Mercado Municipal de Santarém, uma obra esquecida
07-02-2020

O antigo Mercado Municipal de Santarém custou pouco mais de 500 contos (cerca de 2,500€) e foi construído em menos de um ano. Inaugurado no dia 9 de Novembro de 1930, foi erguido na zona conhecida como Chão de Feira ou Campo Fora de Vila. O novo edifício coberto substituiu o tradicional mercado diário que se realizou ao ar livre ao longo dos séculos na Praça Velha, a actual Praça Visconde Serra do Pilar, no centro histórico da cidade. Desde 1890 que as autoridades locais tentavam construir um novo mercado municipal.

No dia de abertura, a festa contou com a animação da Sociedade Musical Alcanenense, enquanto a Câmara ofereceu comida e bebida para a população que compareceu em peso. A noite terminou com a actuação da Banda dos Bombeiros e com um espectáculo de luzes coloridas.

A obra, adjudicada por 530 mil escudos, foi um dos primeiros projectos, em 1928, de Cassiano Viriato Branco (1897-1970), hoje dos nomes mais reconhecidos da arquitectura nacional. O historiador escalabitano José Raimundo Noras chamou-lhe 'uma obra esquecida", dada a ausência de qualquer referência ao projecto de Santarém entre as construções que o arquitecto deixou de Norte a Sul de Portugal. 

Nas paredes que rodeiam o Mercado encontram-se 55 painéis de azulejos com imagens do património e monumentos da cidade, representações de trabalhos agrícolas ou outras práticas típicas da região. Quando foi inaugurado existia apenas um painel de azulejos sobre a porta principal, vindo da Fábrica Aleluia. Os restantes não constavam no projecto original. Foram encomendados à Fábrica de Louça de Sacavém, e aplicados após a construção do edifício, entre 1932 e 1936, com imagens de diferentes artistas. Foi classificado como Monumento de Interesse Público em 2012. Carlos Quintino

subscreva a nossa newsletter

Receba no seu email, informações que o vão deixar apaixonado por Santarém!

visite a nossa loja

clique aqui

acessos úteis

clique aqui

porque gostamos de santarém

informações legais

A marca e o sítio estão protegidos por direito de cópia (© Copyright). A proveniência de textos, imagens, som, vídeos e outros conteúdos do sítio foram cedidos pelos seus proprietários de forma livre e legal. Consulte a política de privacidade.